VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 405-411

O impacto de dietas com levedura seca nas curvas de lactação de cabras Saanen primíparas e multíparas

Gomes, Ludmila CoutobAlcalde, Claudete ReginaSouza, Rodrigo deMolina, Bruna Susan de LábioLourenço, Daniela Andressa de LinoMartins, Elias Nunes

Foram utilizadas 24 cabras Saanen em lactação (15 multíparas e nove primíparas) do parto até 200 dias de lactação, distribuídas no delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial (3 rações x 2 ordens de parto). As rações foram constituídas por farelo de soja (FS), farelo de soja + levedura seca (FSLV) ou levedura seca (LV) como fonte de proteína. Para análise da produção de leite, do peso corporal e da ingestão de matéria seca foi utilizada a metodologia Bayesiana. E, para construir as curvas de lactação foi utilizada o modelo não-linear de Wood. A inclusão de levedura seca nas rações diminuiu a taxa de acréscimo da produção de leite até o pico de lactação para as primíparas, porém para as multíparas foi observado efeito inverso. Para as cabras primíparas, a ração FSLV diminuiu a taxa de decréscimo da produção após o pico, embora para as multíparas a inclusão de levedura seca nas rações aumentou a taxa de decréscimo da produção após o pico. A levedura seca pode ser utilizada em substituição ao farelo de soja em rações para cabras Saanen multíparas em lactação.(AU)

Texto completo