VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 385-391

Cana-de-açúcar in natura e ensilada com ou sem aditivo bacteriano em dietas para vacas lactantes

Moreira, Jeruzia VitóriaPereira, Mara Lúcia AlbuquerqueAzevedo, Saulo TannusSignoretti, Ricardo DiasSiqueira, Gustavo RezendePires, Aureliano José Vieira

Objetivou-se avaliar o efeito da utilização de cana-de-açúcar in natura, silagem de cana sem ou com Lactobacillus buchneri e cana queimada sem ou com L. buchneri sobre o comportamento ingestivo, balanço de nitrogênio e síntese de compostos nitrogenados microbianos em vacas lactantes. Foram utilizadas cinco vacas mestiças, ¾ Holandês x Gir, distribuídas em um quadrado latino 5 x 5 e alimentadas com dietas compostas por 60% de volumoso e 40% de concentrado na base da matéria seca, para atender um peso corporal médio de 550 kg e produção média de 15 kg de leite por dia. A cana-de-açúcar in natura proporcionou maiores valores (p 0,05) para eficiência de alimentação da matéria seca (3.133,3 vs 2.234,47 g MS h-1) e de ruminação (1.642,3 vs 1.222,93 g MS h-1) em relação às silagens. Observou-se menor tempo de mastigação total (58,7 vs 81,5 min. kg-1 de MS) para cana-de-açúcar in natura quando comparada às silagens sem inóculo. A utilização do aditivo microbiano na ensilagem da cana-de-açúcar não alterou (p > 0,05) o consumo e o balanço de nitrogênio, porém propiciou maior (p 0,05) síntese de nitrogênio microbiano. Não houve diferença entre as dietas (p > 0,05) para eficiência microbiana, cujo valor médio foi de 204,32 g PB microbiana kg-1 de TDN.(AU)

Texto completo