VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 393-398

Avaliação econômica de vacas leiteiras submetidas à dieta com diferentes níveis de orégano

Oliveira, Julinessa Silva Oliveira deSilva, Fabiano Ferreira daCosta, Lucas TeixeiraSilva, Gonçalo Mesquita daMeneses, Murilo de AlmeidaRodrigues, Eli Santana de Oliveira

Objetivou-se, com este estudo avaliar a viabilidade econômica de diferentes níveis de orégano nas dietas de vacas lactantes alimentadas com cana-de-açúcar. Utilizaram-se 12 vacas mestiças Holandês x Zebu, distribuídas em três quadrados latinos 4 x 4. Os quatro tratamentos foram constituídos de diferentes níveis de orégano, como se segue: dieta controle sem orégano (0%); dieta com 0,8; 1,6 e 2,4% de orégano. As dietas foram calculadas para suprir as exigências de mantença e produção de 15 kg de leite/dia. Utilizaram-se, para efeito de estudo da análise econômica, dois indicadores econômicos, valor presente líquido e taxa interna de retorno. O custo total por animal e por litro de leite produzido aumentou com a inclusão de orégano na dieta. A inclusão de orégano não foi eficiente tanto na produtividade quanto na lucratividade, com os preços iguais a R$ 0,87; 0,97; 1,09; 1,22 e R$ 0,78; 1,03; 1,28 e 1,52 de leite e concentrado, respectivamente para cada nível de inclusão. A taxa interna de retorno foi mais vantajosa quando não se utilizou orégano na dieta, sendo viável o uso de orégano até 0,8% de inclusão na dieta de vacas lactantes nas condições do presente experimento.(AU)

Texto completo