VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 145-150

Níveis de lisina digestível para poedeiras semipesadas no período de 28 a 44 semanas

Santos, Tiago Antônio dosGeraldo, AdrianoMachado, Luiz CarlosGonçalves, Rogério AmaroPelícia, KléberSimão, Sérgio Domingos

O objetivo da pesquisa foi avaliar o desempenho de poedeiras semipesadas submetidas a dietas com baixo teor proteína bruta (14,0%) e diferentes níveis de lisina, mantendo a mesma relação aminoácidos digestíveis/ lisina digestível. Foram utilizadas 420 poedeiras da linhagem comercial Isa Brown de 28 a 44 semanas de idade, distribuídas em 42 parcelas experimentais. Foi utilizado um delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos e sete repetições, em quatro períodos de 28 dias/cada. Os tratamentos foram: Controle – ração formulada de acordo com as exigências nutricionais propostas no manual da linhagem, contendo 16,92% proteína bruta e 0,750% lisina digestível. Os tratamentos testes do 1 ao 5,tiveram a redução proteica, 14% de proteína bruta e diferentes níveis de lisina digestível de 0,600%; 0,675%;0,750%; 0,825% e 0,900%, respectivamente. A exigência de lisina digestível, em relação aos demais aminoácidos digestíveis, pode ser estimada em 0,750% em dieta com 14% de proteína bruta, o que corresponde ao consumo médio diário de 876 mg lisina digestível, sem comprometer o desempenho das aves.(AU)

Texto completo