VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 225-231

Diurnal ingestive behavior of Holstein calves reared in different systems: feedlot or pasture

Segabinazzi, Luciane RumpelMenezes, Luis Fernando Glasenapp deSilva, Carlos Eduardo Kruger daMartinello, CledersonBoito, BrunaMolinete, Marcos Luis

Objetivou-se avaliar o comportamento ingestivo de bezerros Holandeses mantidos em dois sistemas de criação: confinamento ou a pasto. Foi observado o comportamento ingestivo de 11 bezerros machos, não castrados, com idade média inicial de 75 dias, sendo que seis foram confinados individualmente, consumindo dieta a base de silagem de milho e concentrado na proporção de 40:60 (com base na MS), e o restante, em pastagem de milheto (Pennisetum americanum) recebendo suplementação concentrada ao nível de 1,0% do peso vivo. As avaliações foram realizadas nos meses de novembro a fevereiro, das 8h às 18h. Bezerros confinados permanecem mais tempo (p < 0,05) em ócio, tanto na posição deitado, quanto em pé, enquanto que os animais a pasto permaneceram mais tempo em atividade de alimentação e ruminação. Animais confinados realizaram maior número de refeições diárias, porém de menor duração cada. Em ambos sistemas de criação, a atividade de ruminação é realizada preferencialmente na posição deitada, no entanto, o tempo de ruminação em pé é cerca de 1,4 vezes maior para os mantidos em pastagem. Animais mantidos em pastagem apresentam menor eficiência de ingestão de MS, maior número de bolos ruminados, sendo estes, ruminados em menor tempo e com menor número de mastigadas meríciclas.(AU)

Texto completo