VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 171-176

Comportamento ingestivo de vacas leiteiras confinadas com níveis de glicerina bruta na dieta

Meneses, Murilo de AlmeidaSilva, Fabiano Ferreira daSchio, Alex ResendeSilva, Robério RodriguesSouza, Dicastro Dias dePorto Junior, Antônio Ferraz

Objetivou-se avaliar o efeito da inclusão de níveis de glicerina bruta na dieta sobre o comportamento ingestivo de vacas leiteiras confinadas. Foram utilizadas 15 vacas mestiças Holandês xZebu, distribuídas em três quadrados latinos 5 x 5, nos tratamentos: controle (sem inclusão de glicerina);inclusão de 50, 100, 150 e 200 g de glicerina bruta por kg de matéria seca (MS) da dieta. Os animais foram submetidos a cinco avaliações visuais do comportamento ingestivo, durante 24h, em cada avaliação. Foi observado aumento linear sobre os tempos de alimentação e ruminação e decréscimo do tempo de ócio com a inclusão dos níveis de glicerina bruta (p < 0,05). Houve efeito linear decrescente sobre o consumo de matéria seca e fibra em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDNcp), o mesmo efeito foi observado para as eficiências de alimentação e ruminação da matéria seca e da FDNcp com a inclusão da glicerina bruta na dieta (p < 0,05). O número de períodos e o tempo de duração das atividades comportamentais não foram afetados pela inclusão da glicerina bruta (p > 0,05). A glicerina bruta não afetou drasticamente o comportamento ingestivo das vacas leiteiras.(AU)

Texto completo