VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 187-192

Morfometria da carcaça de novilhos mestiços submetidos a diferentes estratégias nutricionais na recria e terminação

Rezende, Pedro Leonardo de PaulaRestle, JoãoPadua, João TeodoroFernandes, Juliano José de ResendeLino, Fabíola AlvesGuimarães, Tiago Pereira

Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes estratégias nutricionais na recria e terminação sobre a morfometria da carcaça de 24 bovinos mestiços ½ Holandês/Zebu, abatidos aos 15 meses de idade com 395,0kg de peso vivo. Na fase de recria os animais foram mantidos em pastagem de Brachiaria brizantha recebendo dois níveis de suplementação energética em quantidade equivalente a 0,5 ou 1,0% do peso vivo. Posteriormente, os animais foram terminados em confinamento com dietas compostas por 50 ou 80% de concentrado. Os percentuais dos cortes primários não foram influenciados pelos efeitos estudados. O nível alto de suplementação na recria proporcionou maior (p < 0,05) comprimento de carcaça (134,48 vs 131,43 cm). Os níveis alimentares não influenciaram a conformação das carcaças, entretanto o maior nível de suplementação na recria e de concentrado na terminação proporcionaram maior (p < 0,05) espessura de coxão (23.46 vs 21.26 cm). Constatou-se interação significativa entre níveis alimentares nas diferentes fases para o comprimento de perna e perímetro de braço com aumento de 14,78 e 4,80%, respectivamente, em favor dos animais que receberam alto nível de alimentação em ambas as fases. O nível alimentar alto na recria mostrou-se tecnicamente melhor pelos seus efeitos positivos sobre algumas medidas importantes da carcaça, notadamente o comprimento.(AU)

Texto completo