VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 119-126

Monitoramento genético utilizando marcadores RAPD em programas de criação em cativeiro de Dourado

Almeida, Fernanda Simões deLopes, Carla MartinsOrsi, Mário LuísSirol, Rodolfo NardezSodré, Leda Maria Koelblinger

Conservar a variabilidade genética dos estoques de alevinos de peixes para suplementar populações naturais é uma prioridade. O objetivo deste estudo foi examinar a diversidade genética por meio dos marcadores de RAPD de amostras de peixes reprodutores de dourado do médio Paranapanema (população natural) e alevinos usados no programa de repovoamento da estação de aquicultura da UHE de Salto Grande. Foram analisados 19 primers de RAPD, que geraram 299 bandas, as quais foram utilizadas para as análises genéticas. A porcentagem de fragmentos polimórficos foi mais elevada na população natural do que nos estoques. A diversidade genética também foi mais baixa nos alevinos. Os resultados da Amova mostraram que a maior parte de variação genética interpopulacional está dentro dos estoques (83,9%) e não entre eles (16,1%). Foi observada uma diferenciação genética moderada (FST = 0.16). Esta diferenciação diminuiu quando os quatro estoques de alevinos eram misturados e analisados como uma única população (FST = 0.07). Em vez de liberar cada lote separadamente no ambiente, seria melhor misturar todos os indivíduos produzidos nos vários estoques de alevinos antes de liberá-los no rio. Desta maneira, a população reintroduzida terá uma estrutura genética mais perto da população natural.(AU)

Texto completo