VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 181-186

Estimativa de produção fecal, fluxo de digesta e digestibilidade em novilhas leiteiras com utilização de diferentes indicadores

Mota, Diego AzevedoBerchielli, Telma TeresinhaCanesin, Roberta CarrilhoSader, Ana Paula de OliveiraMesana, Juliana DuarteBiehl, Marcos Vinicius

Objetivou-se com este trabalho avaliar a produção fecal por meio do indicador interno, fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), e externos, cromo complexado com ácido etilenodiaminotetracético (CrEDTA ) e o cloreto de itérbio (YbCl3), além de estimar o fluxo duodenal da matéria seca e os coeficientes de digestibilidades aparentes total, ruminal e pós-ruminal, de diferentes nutrientes. Foram utilizadas oito novilhas mestiças Holandês/Zebu, distribuídas em duplo quadrado latino 4 x 4. Os indicadores Cr-EDTA, YbCl3 e o FDNi não estimaram produção fecal de forma eficiente (p < 0,05), obtendo resultado de 1,64; 1,71 e 2,71 kg dia^-1, respectivamente, quando comparado à coleta total de fezes, que obteve resultado de 1,39 kg dia^-1. Os valores estimados de fluxo de matéria seca, tanto para a metodologia de único, quanto para de duplo indicador, podem ser considerados biologicamente aceitáveis. Contudo, o valor obtido pela associação Cr-EDTA/YbCl3, utilizada na forma de duplo indicador, foi o mais confiável, pela melhor recuperação dos indicadores externos (Cr-EDTA e YbCl3), que obtiveram médias de 89 e 85%, respectivamente, em comparação ao interno (FDNi), que obteve média 67%. Os coeficientes de digestibilidade ruminal e pós ruminal, estimados pela associação Cr-EDTA/YbCl3, foram considerados melhores, em consequência do valor de fluxo de matéria seca estimado por esta associação.(AU)

Texto completo