VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-7

Número de perfilhos do capim-braquiária em regime de lotaçãocontínua

Santos, Manoel Eduardo RozalinoGomes, Virgilio MesquitaFonseca, Dilermando Miranda daAlbino, Ronan LopesSilva, Simone Pedro daSantos, Andreza Luzia

Objetivou-se identificar, pela avaliação do perfilhamento, as estratégias adequadas de manejo da Brachiaria decumbens cv. Basilisk em lotação contínua com bovinos. Foram estudadas duas estratégias de manejo: pasto com 25 cm de altura durante todo período experimental, e pasto com 15 cm no inverno e 25 cm na primavera e verão. Foram adotados o esquema de parcelas subdivididas e o delineamento em blocos casualizados com quatro repetições. As estratégias de manejo foram o fator primário e as estações (inverno, primavera e verão), o fator secundário. O menor balanço entre taxas de aparecimento (TApP) e de mortalidade de perfilhos (TMoP) e o menor número de perfilho vegetativo ocorreram no inverno. Na primavera e verão, o balanço e o número de perfilhos vegetativos foram altos e similares. O rebaixamento do pasto no inverno incrementou o balanço entre TApP e TMoP e o número de perfilhos, em relação à sua manutenção em 25 cm. Houve maiores números de perfilhos reprodutivos e mortos no verão e no inverno, respectivamente. Os pastos com 25 cm possuíram maior número de perfilho morto. Em lotação contínua, o rebaixamento da B. decumbens para 15 cm no inverno e sua manutenção em 25 cm na primavera e verão otimiza sua renovação de perfilhos.(AU)

Texto completo