VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 101-108

Efeito de linhagem e sexo nas características geométricas ebiomecânicas de tíbias de frangos de corte

Reis, Denise Torres da CruzTorres, Robledo de AlmeidaBarbosa, Anderson de AlmeidaRodrigues, Conrado de SouzaMoraes, George Henrique Kling de

A criação intensiva de frangos de corte, aliada à nutrição e ao melhoramento genético com foco no ganho de peso, tem resultado em índices crescentes da incidência de problemas de pernas. Dentre as variáveis que podem contribuir para a ocorrência destes problemas, estão a linhagem e o sexo. Neste contexto, avaliaram-se propriedades geométricas e mecânicas de tíbias de frangos de corte, machos e fêmeas, de três linhagens comerciais no periodo final de crescimento, entre 21 e 42 dias. As características geométricas refletem a resposta adaptativa dos ossos, com relação direta entre suas dimensões e o peso vivo das aves. Quanto às características mecânicas obtidas de ensaios de flexão, observa-se o que o julgamento da robustez óssea pode levar a conclusões diferentes dependendo da variável mecânica considerada. Aves mais pesadas, com ossos maiores, suportam forças maiores na flexão. Entretanto, quando variáveis de resistência intrínsecas do material são consideradas, como resistência à flexão, observa-se que a linhagem mais pesada não apresenta resistência à flexão significativamente diferente das demais. O mesmo ocorre entre machos (mais pesados) e fêmeas. Logo, aves mais pesadas, com tíbias tão resistentes quanto às das aves mais leves, podem ser mais susceptíveis a problemas estruturais de pernas.(AU)

Texto completo