VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 33-38

Exigência proteica em dietas para alevinos do dourado (Salminusbrasiliensis)

Teixeira, BenjamimMachado, Carolina CharvetFracalossi, Débora Machado

A exigência proteica de alevinos de dourado foi avaliada por meio de dois ensaios, e as concentrações proteicas das dietas variaram de 32,29 a 57,63% no Experimento I e de 33,93 a 53,61% no Experimento II. O peso inicial dos alevinos foi de 0,75 e 5,68 g, para os Experimentos I e II, respectivamente. As dietas foram formuladas com ingredientes semipurificados e eram isoenergéticas dentro de cada ensaio. Os peixes foram alimentados até a saciedade aparente, duas vezes ao dia (9 e 16h), durante 29 dias no Experimento I e 94 dias no Experimento II. A análise de regressão revelou aumento linear do ganho em peso com o aumento da concentração proteica no Experimento I, indicando que a exigência proteica de alevinos de dourado de 0,75 a 3,04 g foi de, pelo menos 57,6% de proteína bruta. Já no Experimento II, a concentração proteica de 45,4% foi estimada como a exigência dietética para máximo ganho em peso, pela análise de regressão polinomial.(AU)

Texto completo