VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 467-472

Substituição de alimento vivo por alimento inerte na larvicultura intensiva do tambacu (♀ Colossoma macropomum X ♂ Piaractus mesopotamicus

Centro Universitário Vila VelhaCentro Universitário Vila Velha

Com este trabalho objetivou-se avaliar a substituição de náuplios de Artemia salina por alimentos inertes durante a larvicultura do tambacu. Na primeira fase, com duração de 12 dias, as larvas foram alimentadas com: náuplio de Artemia salina, cyclop-eeze e ovo de Artemia salina. Na segunda fase, com duração de dez dias, foram utilizadas larvas alimentadas com náuplios de Artemia salina provenientes da primeira fase e testados os mesmos três alimentos. A qualidade da água manteve-se em condições adequadas para a larvicultura nas duas fases. As larvas da primeira fase alimentadas com náuplios de Artemia salina obtiveram os melhores resultados em crescimento, sobrevivência e desempenho produtivo. Na segunda fase, o crescimento, a sobrevivência e o desempenho produtivo das larvas alimentadas com náuplios de Artemia salina e ovo de Artemia salina foram semelhantes. Nas duas fases, o custo com alimento foi mais baixo nas larvas alimentadas com náuplios de Artemia salina. Os resultados obtidos mostram que nas duas fases de larvicultura testadas a oferta de náuplios de Artemia salina é a melhor estratégia alimentar por proporcionar boa sobrevivência, crescimento e bom desempenho produtivo, além de menor custo.(AU)

Texto completo