VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 479-483

Método não-invasivo na obtenção de DNA de búfalos

Universidade Estadual de MaringáUniversidade Estadual de MaringáUniversidade Estadual de MaringáUniversidade Estadual de MaringáUniversidade Estadual do Oeste doParanáUniversidade Estadual de Maringá

O objetivo do trabalho foi comparar dois diferentes protocolos de extração de DNA de pelos de búfalos (Bubalus bubalis) e comparar três regiões de coleta de material (nuca, paleta direita e testa). Foram utilizados quatro búfalos com três repetições por animal e por região. No protocolo 1, foi utilizada a técnica do fenol-clorofórmio e no protocolo 2, a técnica de extração com CTAB. O protocolo 2 apresentou maior média de concentração de DNA para as amostras de pelos. Em relação ao local de retirada dos pelos, não foram encontradas diferenças significativas, porém nota-se que a região da testa dos animais apresentou maior concentração de DNA quando extraído com CTAB. Com relação à praticidade de utilização dos dois métodos avaliados, o protocolo 2, além de ter apresentado maior concentração de DNA, apresentou menor tempo de execução, 3h 50 min., além de evitar a utilização de mais um reagente tóxico, como é o caso do fenol. Por esse motivo, sugere-se que a coleta seja efetuada na região da testa, levando-se em consideração a praticidade e a acessibilidade aos pelos e sugere-se também a aplicação do protocolo de extração de DNA com CTAB, pela praticidade e pelo menor tempo de execução. (AU)

Texto completo