VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 401-405

Desempenho de leitões submetidos a diferentes níveis de substituição da proteína do farelo de soja pela proteína do ovo desidratado

Arruda, Janaína de Cássia BragaMartins, Terezinha Domiciano DantasSilva, José Humberto Vilar daSilva, Ludmila da Paz Gomes daOliveira, Elton Roger Alves de

Objetivou-se determinar o ganho de peso, o consumo de ração e a conversão alimentar de suínos em fase inicial (15 a 30 kg de peso) alimentados com quatro diferentes níveis de substituição (0, 3, 6 e 9%) da proteína do farelo de soja pela proteína do ovo desidratado. Foram utilizados 32 suínos (16 machos castrados e 16 fêmeas) em um delineamento em blocos casualizados, com quatro tratamentos e quatro repetições cada, em que a unidade experimental foi composta por um macho e uma fêmea. Os tratamentos foram 0, 3, 6 e 9% de proteína do ovo desidratado em substituição à proteína do farelo de soja. Os dados obtidos foram submetidos à regressão linear para os níveis de 3, 6 e 9% de ovo desidratado, e o tratamento-testemunha (0%) foi comparado com os demais aplicando o teste Dunnet a 5% de probabilidade. Os níveis de substituição da proteína do farelo de soja pela proteína do ovo desidratado não influenciaram as variáveis de desempenho dos animais na fase inicial, até 9%. Entretanto, avaliando a relação custo-benefício, o tratamento- controle foi o mais rentável .(AU)

Texto completo