VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-5

Uso da termografia para avaliação da resposta tecidual após implante de polímero a base de poliuretana de mamona em osso III metacarpiano de equinos

Silveira Nóbrega, FernandaPoletto Ferreira, MárcioLopes Facó, LaraBaroni Selim, MarianaLuís do Valle De Zoppa, André

O termo imagem térmica refere-se à representação gráfica da radiação eletromagnética emitida por uma superfície, sendo esta transformada em imagem visível [12]. A temperatura superficial é influenciada pela circulação local e o metabolismo tecidual, que geralmente são constantes. A alteração na temperatura superficial é causada por mudanças na perfusão local, sendo que vascularização e o suprimento sanguíneo são as bases da representação termográfica. A termografia pode ser considerada método fisiológico de diagnóstico por imagem, pois permite avaliação em tempo real nas mudanças que ocorrem, criando imagem dinâmica do objeto em estudo. Este método pode detectar temperatura superficial de forma mais objetiva quando comparada ao exame clínico de palpação [7,12].Atualmente existem diversas técnicas para monitorar injúrias ósseas e para estudar o processo de inflamação aguda. A imagem térmica infravermelha é capaz de mensurar a temperatura da pele que reflete o grau de inflamação em tecidos lesionados [13]. O uso da termografia vem tornando-se gradativamente aceito como método de diagnóstico por imagem em equinos [5,6,9,11,14].O objetivo do trabalho foi avaliar a termografia como método de detectar a presença de resposta inflamatória decorrente da implantação de polímero a base de poliuretana de mamona em falha óssea induzida em III metacarpiano de equinos.[...]

Texto completo