VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-5

Perfi l de resistência a antimicrobianos por Salmonella Heidelberg isoladas de abatedouro avícola em 2005 e 2009

Mion, LigianiLúcia Colla, FernandaCristina Cisco, IsabelWebber, BrunaNeukamp Diedrich, LuísaPilotto, FernandoBeatriz Rodrigues, LauraPinheiro do Nascimento, VladimirRuschel dos Santos, Luciana

O uso rotineiro de antimicrobianos em animais de produção é um fator importante de desenvolvimento e disseminação de resistência bacteriana que pode ser transferida para seres humanos via cadeia alimentar [6]. Na avicultura industrial a adição de antibióticos e quimioterápicos na ração em pequenas concentrações e de forma contínua proporciona um aumento significativo do ganho de peso e melhora a conversão alimentar [13,15,19]. Entretanto, este manejo é considerado sub-terapêutico, pois a dose de fármaco utilizada é inferior àquela empregada no tratamento de doenças bacterianas, o que favorece a resistência antimicrobiana e diminui a ação destes fármacos no tratamento de infecções em humanos e animais [11,14].Dentre as salmonelas que causam infecções em humanos, o sorovar Heidelberg parece ser mais invasivo e causar doenças de maior gravidade do que outros sorovares paratíficos [17]. A crescente importância de Salmonella Heidelberg tem gerado estudos devido à frequente resistência deste sorovar ao ceftiofur e a redução da susceptibilidade aos antimicrobianos relacionados à ceftriaxona (cefalosporina de terceira geração). Tais fatos podem limitar as opções de tratamento de gestantes e crianças que desenvolvem salmonelose extra-intestinal por S. Heidelberg e representar uma preocupação extra com relação à saúde pública [9].O objetivo do trabalho foi avaliar a ação de 12 antimicrob

Texto completo