VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-7

Panorama da bovinocultura no Rio Grande do Sul

de Sousa e Silva, GustavoCosta, EduardoAntonio Bernardo, FaustoHenrique Sauter Grof, FernandofTodeschini, BernardoViali dos Santos, DiegoMachado, Gustavo

O Brasil tem o maior rebanho comercial do mundo, contando com aproximadamente 211 milhões de bovinos no ano de 2012 [3]. Além disso, no mercado internacional, o país é um dos maiores exportadores mundiais de carne bovina [7,8]. Os Estados de Mato Grosso e Minas Gerais se destacam com aproximadamente 28 e 23 milhões de animais respectivamente. O Rio Grande do Sul (RS) possui cerca de 14 milhões de bovinos, o que lhe confere o 6º maior rebanho bovino do país [3].Segundo a Fundação Estadual de Economia e Estatística do RS (FEE), o produto interno bruto (PIB) agropecuário do Estado cresceu cerca de 39,7% no ano 2013, influenciando positivamente o PIB estadual. Estudos demonstram ainda, que aproximadamente 1/3 do PIB do Estado deve-se a participação do setor agropecuário [2,6].Dentre as cadeias produtivas pecuárias, a bovinocultura apresenta grande importância econômica, histórica e cultural no RS. É uma cadeia diversificada, destinada principalmente à indústria de produtos alimentícios de origem animal - carne e leite, in natura e derivados - assim como subprodutos (couro, vísceras, graxas). A tendência atual, no RS, é de redução no setor de corte - típica da mesorregião Sudoeste - e um incremento no setor de lácteos, estabelecido na região Noroeste [4].Devido à importância das cadeias pecuárias, existe a necessidade de melhor caracterizar a população bovina do estado do Rio Grande

Texto completo