VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-6

Estudo nutricional e microbiológico de resíduos sólidos orgânicos utilizados na alimentação de suínos

Eduardo Lopes Dias Juffo, EvertonMoreira Matos, LisianeRegina Vieira, TatianaMachado Leal Ribeiro, AndreaSchmidt, Verônica

Na produção de suínos, a alimentação é o componente de maior participação nos custos de produção [27], representando cerca de 70% dos custos médios [9] onde a viabilidade econômica depende, essencialmente, da disponibilidade local e regional de alimentos a preços compatíveis com o valor pago pela carne suína.Os suínos destacam-se por sua capacidade de aproveitar, com eficiência, subprodutos de origem animal e vegetal, além de apresentar alto poder de assimilação. A busca por alimentos alternativos que atendam às exigências nutricionais e energéticas ao menor custo, sem afetar negativamente o desempenho dos animais é uma necessidade para maior eficiência produtiva em situações alternativas de criação animal. Entretanto, é necessária uma avaliação do valor nutricional de novos ingredientes, de forma a não comprometer o atendimento das necessidades nutricionais dos animais e, consequentemente, a produtividade e os resultados econômicos [7,16].A partir das necessidades em buscar alternativas para produtores rurais e ao mesmo tempo reaproveitar os resíduos sólidos orgânicos (RSO) gerados em unidades de serviços de alimentação e nutrição (USA) no município de Porto Alegre, a prefeitura implantou um projeto que visa o reaproveitamento desses resíduos na alimentação de suínos.O presente estudo tem como objetivo avaliar a composição dos RSO obtidos em estabelecimentos que integram o ref

Texto completo