VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 1-8

Avaliação analgésica e sedativa de dois protocolos em suínos submetidos à orquiectomia

Comassetto, FelipeLilian Beier, SusaneHertzing Farias, FelipeBaggio Menegasso, RenanRegalin, DoughlasTocheto, RoniseOleskovicz, Nilson

O estresse característico dos suínos torna necessário o uso de fármacos tranquilizantes e ansiolíticos capazes de minimizar os efeitos indesejáveis sobre o sistema cardiorrespiratório. A associação de fármacos opioides auxilia potencializando a sedação, além de agregar analgesia ao protocolo, minimizando a dor em procedimentos cirúrgicos, esta responsável pelo desconforto e menor ganho de peso em suínos. [9].Dentre os fármacos utilizados em suínos, o azaperone é comumente utilizado como sedativo [8], seus efeitos cardiovasculares sugerem um bloqueio periférico dos alfas adrenoreceptores [18]. O midazolam (classe dos benzodiazepínicos) pode ser administrado pela via intramuscular associado à cetamina como medicação pré-anestésica, com boa efi ciência sedativa [5]. A administração de cetamina em suínos caracteriza-se por boa analgesia somática e sedação, não podendo ser utilizada isoladamente, devido à hipertonia.O controle adequado da dor é fundamental, desta forma, o tramadol apresenta-se como uma opção de baixo custo, fácil aquisição e com mínimos efeitos colaterais. Este fármaco promove analgesia por atuar em receptores µ, com menor afi nidade por receptores delta e kappa e ainda através do impedimento da recaptação e aumento da liberação de serotonina e noradrenalina, inibindo assim a transmissão de estímulos dolorosos [13].Neste sentido, pela ausência de literatura relacion

Texto completo