VETINDEX

Periódicos Brasileiros em Medicina Veterinária e Zootecnia

p. 38-42

Um modelo animal aperfeiçoado para estudo de queimaduras superficiais e profundas da pele

Campelo, Ana Paula Bomfim SoaresCampelo, Marcio Wilker SoaresBritto, Gerly Anne de CastroAyala, Alejandro PedroGuimarães, Sergio BotelhoVasconcelos, Paulo Roberto Leitão de

OBJETIVO: Desenvolvimento de um modelo animal aperfeiçoado para estudo de queimaduras cutâneas em ratos. MÉTODOS: Vinte e quatro ratos Wistar, machos, foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos (n=6): G1-Controle, G2-T100ºC, G3-T150ºC e G4-T200ºC. Dois quadrados medindo 10x10 mm foram delineados com um marcador cirúrgico estéril em cada lado e ao longo da coluna vertebral e posicionados entre os membros anteriores e posteriores, utilizando um molde previamente preparado. Os ratos dos grupos G2-G4 foram submetidos a queimaduras térmicas de 100ºC, 150ºC e 200ºC, respectivamente. O grupo G1 foi utilizado como controle. As queimaduras foram infligidas pela aplicação de uma placa de cobre, ligada a um dispositivo de controle eletrônico de temperatura, na pele dorsal de ratos anestesiados. Quatro queimaduras foram produzidas em cada animal (área total: 4 cm2/animal), deixando cerca de 1 cm de pele intacta entre as áreas queimadas. Analgesia foi obtida durante 24 horas após a queimadura por adição de 30mg de fosfato hemi-hidratado de codeína a 500 ml de água potável. RESULTADOS: A aplicação 100ºC e 150ºC resultou na produção de queimaduras profundas comprometendo parte da espessura da pele, com reepitelização central da área queimada, somente a 100ºC. No grupo G4 houve lesão de toda a espessura da pele sem reepitelização central. Entretanto, observou-se reepitelização marginal em todos os grupos estudados. CONCLUSÃO: O modelo estudado é de baixo custo e facilmente reproduzível, propiciando a obtenção controlada de queimaduras com comprometimento parcial ou total da pele, em animais experimentais.(AU)

Texto completo